Rosângela, uma das crianças sequestradas por famílias de militares na ditadura

30/03/2019 – 22:15
“Roubaram minha identidade”, diz Rosângela Paraná, cuja certidão de nascimento foi forjada pelo avô sargento. Há ao menos 19 casos similares, segundo investigação do jornalista Eduardo Reina, que vê paralelo com o roubo de crianças da Argentina nos anos de chumbo

Rosângela Serra Paraná não sabe quantos anos tem ou onde nasceu. Sua certidão de nascimento, registrada em 1967 no Catete (Rio de Janeiro) e datada em 1º de outubro de 1963, é falsa. A maternidade no número 160 da Rua Marquês de Abrantes, no Flamengo, nunca existiu: o prédio pertence à autarquia de previdência dos servidores públicos desde 1958. O documento foi forjado pelo seu “avô”, o sargento do Exército Arcy de Paiva Paraná, que, assim que ela nasceu, tirou-a dos braços de sua mãe “prostituta” e entregou-a ao filho —o também militar Odyr de Paiva Paraná— e à nora, Nilza Serra Paraná, que não podia gerar crianças. É essa a história da sua vida, que ela só foi conhecer em 2013.

Rosângela foi criada como filha única em uma casa opulenta, com muitas joias e muitas festas, mas reservada. Os pais levavam-na e buscavam-na todos os dias a todos os lugares, e ela não tinha autorização para brincar na casa das amigas. Os parentes —tios, primos e um irmão mais velho de outra relação do pai— só a viam nas comemorações de aniversário. “Tudo parecia normal, só lembro que eu trocava muito de escola, não conseguia fazer amigos por muito tempo e tinha até dificuldade de aprendizado por conta disso”, conta ela ao EL PAÍS em um telefonema desde Curitiba, onde vive há mais de duas décadas com suas duas filhas, de 26 e 32 anos. Fonoaudióloga aposentada, ela também lembra da rotina rígida a que era submetida. Conta que a avó costumava dizer que ela era “nojenta” e “só servia para dar trabalho”. “Às vezes, até se eu respirasse de um jeito que incomodasse, era repreendida e apanhava. Urinei na cama até os 14 anos, de tanto medo que eu tinha de fazer alguma coisa errada”.

leia mais El País …

Please follow and like us:

Link permanente para este artigo: https://brasildemocratico.net/site/rosangela-uma-das-criancas-sequestradas-por-familias-de-militares-na-ditadura/