“No Brasil, as meninas negras não têm chance”, afirma Mariéme Jamme

Mariéme Jamme

foto: flickr

11/03/2019 – 10:04
Senegalesa, que aprendeu a ler aos 16 anos, lidera o movimento “iamtheCODE”, presente em 64 países, que leva tecnologia às mulheres pobres e marginalizadas

BARCELONA E RIO – Na semana passada, Mariéme Jamme contou sua história para centenas de pessoas em uma das palestras do Mobile World Congress, maior evento de telefonia do mundo que aconteceu em Barcelona. Começou sua apresentação falando que foi abandonada pela mãe aos 6 anos em Dacar, no Senegal. Foi traficada para França, onde sofreu abuso sexual. Aos 16 anos, não sabia ler ou escrever. Por meio de um programa de refugiados, chegou à Inglaterra, onde começou a trilhar um novo caminho com a ajuda da tecnologia.

leia mao O Globo …

Please follow and like us:

Link permanente para este artigo: https://brasildemocratico.net/site/no-brasil-as-meninas-negras-nao-tem-chance-afirma-marieme-jamme/