Morre catador de lixo baleado ao tentar ajudar família que foi alvo de 80 tiros do Exército no Rio

foto: reprodução redes sociais

18/04/2019 – 07:47
Luciano Macedo estava internado desde 7 de abril. Ele tentou ajudar Evaldo Santos, que teve o carro atingido por militares quando seguia com a família para um chá de bebê.

O catador de materiais recicláveis Luciano Macedo, baleado no último dia 7 após o Exército atirar 80 vezes contra um carro em Guadalupe, Zona Norte do Rio, morreu nesta quinta-feira (18). Ele foi atingido ao tentar ajudar a família do motorista do veículo, o músico Evaldo Santos Rosa, que morreu no local.

A morte de Luciano foi confirmada por familiares do catador, que receberam a notícia às 6h. Em seguida, a informação foi repassada aos advogados que cuidam do caso.

O catador estava internado no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na região onde foram feitos os disparos. Na quarta-feira (17), a Justiça ordenou que Luciano fosse transferido para o Hospital Moacyr Carmo, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

leia mais G1 Globo …

Please follow and like us:

Link permanente para este artigo: https://brasildemocratico.net/site/morre-catador-de-lixo-baleado-ao-tentar-ajudar-familia-que-foi-alvo-de-80-tiros-do-exercito-no-rio/