Mil militares reformados vão atuar em portaria e inspetoria de escolas no RJ

fonte: Globo

18/04/2019 – 12:23
Custo aproximado do Programa Cuidar é de R$ 40 milhões. Sepe diz que há confusão entre agentes ‘treinados para guerra com a função pedagógica’.

O governo do Estado do Rio de Janeiro espera contratar cerca de mil militares reformados, egressos das Forças Armadas, para atuar na rede estadual de ensino. O programa foi anunciado na quarta-feira (17) e denominado Cuidar, como mostrou “O Globo”.

A ideia é que os militares fiquem na portaria nos horários de entrada e saída de alunos. Fora desse horário, atuariam como inspetores. Os militares ficariam em quase todas as escolas da rede, que conta com 1.222 unidades.

O secretário de Educação, Pedro Fernandes, disse ao “Globo” que os militares trabalharão desarmados, mas em caso de “ameaça real” poderão ser colocados armados nas escolas.

Gustavo Miranda, coordenador-geral do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), tem críticas ao projeto.

leia mais O Globo …

Please follow and like us:

Link permanente para este artigo: https://brasildemocratico.net/site/mil-militares-reformados-vao-atuar-em-portaria-e-inspetoria-de-escolas-no-rj/