Como a psicologia explica o porquê de haver pessoas que negam a ditadura

Ato em memória aos 50 anos da Ditadura Militar no Brasil, na sede do DOI-CODI em São Paulo (Paulo Pinto/Fotos Públicas)

31/03/2019 – 08:00
A psicologia explica que os mecanismos de defesa servem para nos proteger do que achamos desagradável. Mas no caso da ditadura o resultado pode ser nebuloso

O presidente Jair Bolsonaro foi categórico: não houve ditadura militar no Brasil. A declaração foi dada na quarta-feira (27) ao jornalista José Luiz Datena e o presidente disse que durante o regime houve apenas “probleminhas”.

Assim como o presidente, diversos brasileiros não acreditam que o período de 21 anos em que os militares estiveram no poder, sem eleições diretas para a presidência, possa ser visto como uma supressão da democracia brasileira, mesmo com fatos provando isso. E a psicologia ajuda a explicar esse fenômeno.

“As pessoas criaram uma blindagem e uma espécie de mecanismo de defesa para a proteção de sua referência e opinião. As vezes torcendo um pouco a forma da verdade”, diz o professor Hélio Deliberador, da PUC-SP.

O médico neurologista Sigmunt Freud explica. Ele foi o criador da psicanálise e um dos responsáveis pela ênfase dos mecanismos de defesa.

leia mais EXAME …

Please follow and like us:

Link permanente para este artigo: https://brasildemocratico.net/site/como-a-psicologia-explica-o-porque-de-haver-pessoas-que-negam-a-ditadura/